Expansão da atividade do setor de serviços dos EUA desacelera em setembro, diz Markit

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

05/10/2021

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços americano caiu a 54,9 pontos em setembro, de 55,1 pontos em agosto, mas ligeiramente acima da leitura preliminar, de 54,4 pontos, segundo a IHS Markit.

O dado ficou ligeiramente acima da expectativa dos economistas consultados pelo “The Wall Street Journal”, de confirmação da leitura preliminar, a 54,4 pontos, e a leitura acima dos 50 pontos indica que o setor de serviços americano continuou em expansão em setembro, ainda que a um ritmo um pouco mais fraco do que no mês anterior.

  • Leia mais: Balança comercial dos EUA atinge déficit de US$ 73,3 bi em agosto

“O setor de serviços deu mais sinais de que está enfrentando dificuldades em meio à onda da variante delta da covid-19 em setembro”, diz Chris Williamson, economista-chefe de negócios da IHS Markit.

“Embora a atividade esteja crescendo a um ritmo em linha com a média de longo prazo vista antes da pandemia, isso representa uma queda significativa em relação aos meses” anteriores, aponta o economista.

Veja aqui a íntegra do relatório da IHS Markit.

ISM

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do Instituto para Gestão da Oferta (ISM) subiu a 61,9 pontos, de 61,7 pontos, da leitura de agosto, de acordo com dados divulgados há pouco pela instituição. O número veio acima do estimado por economistas consultados pelo “The Wall Street Journal”, de 60,0 pontos.

O indicador acima de 50 pontos indica expansão da atividade do setor de serviços pelo 16º mês consecutivo, indicando um ritmo crescente em relação ao mês de agosto.

O índice de novas encomendas – que serve como um indicador futuro para o PMI – ficou em 63,5 pontos em setembro, enquanto o indicador de preços subiu para 77,5 pontos, de 75,4, do mês de agosto. O índice de empregos, por sua vez, ficou em 53,0 pontos, de 53,7 em agosto.

“O ligeiro aumento no ritmo de expansão no mês de setembro deu continuidade ao atual período de forte crescimento do setor de serviços”, diz Anthony Nieves, presidente do Comitê de Pesquisa de Serviços do ISM. “No entanto, os desafios contínuos com recursos humanos para o trabalho, logística e materiais estão afetando a continuidade do fornecimento.”

Leia aqui o relatório completo do ISM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *