Escassez de chips vai se estender até 2023, diz presidente da Intel

23/07/2021

O diretor-presidente da Intel, Pat Gelsinger, disse na noite desta quinta-feira que a escassez de semicondutores vai se agravar no curto prazo antes de começar a melhorar. A falta de chips, segundo ele, vai se estender até 2023. “Nós permanecemos em um cenário altamente limitado e incapazes de atender totalmente a demanda”, disse o executivo durante teleconferência de resultados.

Declaração de Gelsinger vai em linha com a posição de outras fabricantes de chips, que também acreditam que os problemas de escassez de semicondutores irão se estender para além de 2021.

As expectativas em torno dos resultados do segundo trimestre são elevadas porque a demanda por produtos de consumo que usam semicondutores — como computadores, eletrodomésticos e carros — segue forte. Investidores acreditam que os resultados das grandes fabricantes de chips irão superar a estimativa dos analistas, além de projetar resultados altistas para o restante do ano.

Na última quinta-feira, o lucro e a receita do segundo trimestre divulgada pela Intel superaram as expectativas do mercado. A fabricante de chips lucrou US$ 5,1 bilhão no período, um total de US$ 1,24 por ação ante US$ 1,19 por ação em igual período de 2020. Já a receita ficou em US$ 19,6 bilhões no segundo trimestre, ligeiramente inferior aos US$ 19,7 bilhões de um ano atrás.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.