Enviado de Biden para o Haiti se demite em protesto contra expulsão de imigrantes

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

23/09/2021

O enviado especial dos Estados Unidos para o Haiti, Daniel Foote, renunciou ao cargo nesta quinta-feira, em protesto contra a expulsão de imigrantes haitianos determinada pelo governo de Joe Biden. Segundo informação da Associated Press, ele escreveu uma carta ao secretário de Estado, Antony Blinken, dizendo que deixaria o cargo imediatamente.

Foote teria dito estar “desapontado” com as decisões da Casa Branca e pedido “desculpas” aos que buscam “mudanças cruciais” na política migratória americana.

“Não serei associado à decisão desumana e contraproducente dos EUA de deportar milhares de refugiados haitianos e imigrantes ilegais para o Haiti, um país onde as autoridades americanas estão confinadas em complexos seguros por causa do perigo representado por gangues armadas”, diz a carta, segundo a agência.

A saída repentina de Foote abre um vazio na política de Biden para o Haiti e adiciona uma nova voz às críticas à Casa Branca pela resposta ao crescente êxodo de milhares de latino-americanos para a região da fronteira dos EUA com o México.

A Casa Branca tem sido criticada tanto pelos republicanos como por democratas. Grupos pró-imigração também questionam a decisão de Biden de manter a deportação de milhares de haitianos que sequer tiveram chance de pedir asilo nos EUA.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *