Embraer: Goldman vê US$ 2 bi de valor potencial em ‘carro voador’ e eleva recomendação e preço-alvo

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

23/09/2021

O Goldman Sachs elevou a recomendação do recibo de ação (ADR, na sigla em inglês) da Embraer negociado na Bolsa de Nova York (Nyse) de neutro para compra e o preço-alvo de US$ 14 para US$ 23, potencial de alta de 43,2% sobre o fechamento de quarta-feira. Lá o papel dispara 10,96%, enquanto na B3, a ação tem alta de 10,47%, a maior no Ibovespa.

Na avaliação dos analistas Noah Poponak, Gavin Parsons, Anthony Valentini e Dan DePaoli, apesar dos percalços, o mercado de aviação está se recuperando, com empresas reestruturando suas frotas, o que favorece fabricantes de jatos executivos, como a Embraer.

“A maior parte (90%) das receitas e fluxo de caixa da Embraer derivam dos seus negócios de jatos executivos e regionais, em um cenário one a recuperação do setor está sendo sustentada por voos domésticos, onde os fundamentos de viagens privadas são particularmente fortes”, escreve o banco americano.

Leia mais: Gol x Azul: Como se comparam os carros voadores das duas empresas aéreas

O relatório aponta que o resultado de segundo trimestre da companhia mostrou recuperação de margens e fluxo de caixa, apesar de volumes ainda baixos, o que indica um potencial de recuperação continuada.

A exposição da Embraer no segmento de aeronaves elétrica de pouso e decolagem vertical (eVTOL), com a empresa anunciando nesta quinta-feira acordo com o Bristow Group para entrega de 100 veículos a partir de 2026, é um gatilho importante de crescimento para a empresa que ainda não está precificado, fala o Goldman Sachs, com potencial valor de US$ 2 bilhões.

Os analistas estimam que o ADR da Embraer esteja sendo negociado a um múltiplo de sete vezes o valor sobre o Ebitda de 2023, o que é atrativo, uma vez que seu negócio de jatos regionais ainda está muito abaixo da normalização. Os bons resultados da empresa nos próximos períodos devem sustentar a recuperação no valor dos papéis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *