Em dezembro teremos menos chuvas do que o previsto, diz Climatempo

Elas serão menores no Sul do país e mais abundantes no Centro-Norte

01/12/2021

Em dezembro teremos menos chuvas do que o previsto, diz Climatempo Previsão é de chuvas menos intensas em dezembro (Foto: Pixabay)

Segundo previsão do Climatempo, veiculada no Canal do Boi, dezembro começa com poucas chuvas nas regiões Centro-Sul do país, com menos chuvas nos estados de São Paulo, Mao Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O motivo será um grande corredor de umidade chamado de Zona de Convergência do Atlântico Sul e vai se organizar nos territórios do Centro-Norte brasileiros, criando e intensificando áreas de instabilidade nessas regiões.

Essa formação vai provocar precipitações intensas no Sudoeste do Amazonas, Sul do Pará, Tocantins, Norte do Mato Grosso, Goiás chegando ao Norte do Sergipe. O sol vai sair

Essas instabilidades provocam nuvens carregadas, principalmente, no sudoeste do Amazonas, sul do Pará, Tocantins, passando pelo norte de Mato Grosso, Goiás até a porção norte de Sergipe. Nessas áreas o sol aparece, mas são esperadas pancadas de chuva a qualquer hora do dia.

Nesta quarta-feira (1) será um dia de sol, com nebulosidade, na maior porção da região Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul e faixa leste do Nordeste. Mesmo com nebulosidade, haverá pancadas de chuvas repentinas a qualquer hora do dia.

Vale lembrar que ainda temos uma Zona de Convergência do Atlântico Sul atuando. Isso, até o final da semana que vem. Por isso, ainda há possibilidade de chuvas fortes no Centro-Oeste, Sudeste e Norte do Brasil. Podemos ter temporais em todos os estados do Centro-Oeste, uma porção de Minas, Norte do Espírito Santo, Sul da Bahia e entre Pará e Amazonas.

Existe algum possibilidade de chuva no litoral de São Paulo, leste do Paraná e de Santa Catarina. As instáveis se misturam com a umidade do mar deixando o céu encoberto e, assim, com possibilidade de chuvas.

Nesta terça (1), firme mesmo, apenas no Norte da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte.

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *