Dólar opera em baixa após decisão do Fed e à espera do Copom

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

22/09/2021

O dólar comercial opera em leve queda nesta quarta-feira, com investidores avaliando a definição do Federal Reserve (Fed, banco central americano) sobre juro e na expectativa pela decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), depois do fechamento dos mercados. A notícia de que uma subsidiária da Evergrande na China conseguirá pagar em dia os juros que venceriam nesta quinta-feira traz algum alívio aos mercados globais, sustentando algum apetite por risco antes das decisões dos BCs.

Às 15h35, a moeda americana cedia 0,48%, a R$ 5,2596, após tocar R$ 5,2496 na mínima.

“O que ocorre com a Evergrande não deve dar vazão a um grande contágio financeiro, mas o crescimento na China deve continuar a ser revisado para baixo até que apoio significativamente amplo do governo reapareça. Isto é um vento contrário para moedas emergentes, ainda que o melhor momento para expressar esta ideia serja após algum movimento de alívio relativo à decisão do Fed”, notam estrategistas do Citi em nota.

No Brasil, as apostas para o Copom seguem ancoradas em 100 pontos-base desde a última intervenção verbal do presidente do BC, Roberto Campos Neto. A atenção, portanto, se voltará à forma como o comunicado vai tratar as persistentes surpresas inflacionárias e os próximos passos da política monetária.

“A alta inflação é uma dor de cabeça para o BC no Brasil, mas acreditamos que eles não têm opção além de elevar a Selic ao menos em mais 11 pontos-base, para 6,25%. A inflação acelerou para 9,68% em agosto, o que significa que o juro real após a decisão de hoje ainda permanecerá negativo em 340 pontos base”, nota o Société Générale.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *