Democratas se aproximam de acordo para agenda de Biden avançar na Câmara

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

24/08/2021

Os democratas estão perto de um acordo para evitar que a divisão entre progressistas e moderados impeça a tramitação da agenda econômica do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na Câmara dos Deputados.

Após dias de negociações, os moderados parecem ter concordado em votar a favor da proposta de orçamento de US$ 3,5 trilhões, segundo disseram assessores do partido à imprensa americana. Em troca, a líder da Câmara, Nancy Pelosi, se comprometerá a colocar o pacote de infraestrutura de US$ 1 trilhão em votação antes de 27 de setembro.

Os moderados queriam que o pacote de infraestrutura, já aprovado no Senado com apoio dos republicanos, fosse votado primeiro e ameaçavam travar a proposta de orçamento de US$ 3,5 trilhões, que contém grande parte da agenda econômica de Biden e é defendida pela ala mais progressista do partido.

A aprovação da resolução orçamentária na Câmara permite que o Senado avance com um procedimento chamado de reconciliação, que dá aos senadores democratas a oportunidade de aprovar o plano de US$ 3,5 trilhões sem o apoio dos republicanos.

O possível acordo, porém, não encerra as negociações sobre o plano orçamentário. No Senado, a ala moderada do Partido Democrata também já fez várias ressalvas aos valores propostos na resolução.

Os senadores Joe Manchin e Kyrsten Sinema, por exemplo, votaram a favor do plano, mas já ressaltaram que não darão aval a um pacote final com uma quantia tão alta.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *