Custo de produção da pecuária de corte cresceu 22% em 2021, segundo Cepea e CNA

Um dos fatores que vão continuar a pressionar os preços é a intensa seca no Rio Grande do Sul

27/01/2022

Custo de produção da pecuária de corte cresceu 22% em 2021, segundo Cepea e CNA Arroba da novilha gorda desvaloriza R$4 em um dia. (Foto: Agência Brasil)

Pesquisa Centro de Estudos Avançada em Economia Aplicada (Cepea) em parceria com a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil) indica que os custos de produção da pecuária de corte nacional subiram novamente em 2021.

Entre 2020 e 2021 o Custo Operacional Efetivo (COE) da pecuária de corte avançou expressivos 22% no caso das propriedades de cria e 17,88% no das de recria e engorda, considerando-se a “Média Brasil” (AC, BA, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PR, RO, RS, SP e TO).

O mais preocupante, é que o Cepea indica que em 2022 o cenário não vai mudar e tende a ser novamente desafiador ao pecuarista brasileiro, sobretudo devido ao dólar elevado e ao clima desfavorável no Sul do Brasil.

Da Redação

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.