Covax Facility reduz previsão de distribuição de vacinas contra covid-19 em 2021

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

08/09/2021

O Covax Facility, consórcio global para a distribuição equitativa de vacinas contra a covid-19, cortou nesta quarta-feira a previsão de doses que serão entregues aos países neste ano. Agora, o mecanismo espera distribuir um total de 1,42 bilhão de imunizantes em 2021, contra uma expectativa inicial de 2 bilhões.

Em comunicado, as organizações que lideram o Covax explicaram que o corte na previsão ocorreu por três motivos. O principal deles foi uma decisão tomada pela Índia, em março, para impedir que o Instituto Serum, o maior fabricante de vacinas do mundo, exportasse as doses do imunizante da AstraZeneca.

Problemas na fabricação de vacinas enfrentados pela AstraZeneca e pela Johnson & Johnson também atrapalharam as entregas que seriam feitas ao Covax. Além disso, o mecanismo foi afetado pelo atraso na aprovação das vacinas da americana Novavax e da chinesa Clover.

Até agora, o Covax entregou 240 milhões de doses de vacinas a 139 países. Com o corte na previsão feito nesta quarta-feira, a expectativa é que a meta de 2 bilhões de doses seja atingida apenas no primeiro trimestre de 2022.

As organizações que lideram o mecanismo voltaram a criticar a desigualdade na distribuição dos imunizantes. “O quadro global de acesso às vacinas contra a covid-19 ainda é inaceitável. Apenas 20% das pessoas em países de renda baixa e média-baixa receberam a primeira dose, em comparação com 80% nos países de renda alta e média alta”, diz o comunicado.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *