Cotação do boi gordo fica estável e exportações crescem 26,8% em 15 dias de março

A estabilidade é devido à evolução das escalas de abate e pouco gado no período da safra

16/03/2022

Cotação do boi gordo fica estável e exportações crescem 26,8% em 15 dias de março Preço da arroba do boi boi está em baixa e deve se manter assim em abril e maio (Foto: Agência Brasil)

Com a evolução das escalas de abate, o mercado do boi gordo tem poucos negócios, informa a Scot Consultoria. A restrição de animais terminados, mesmo na safra do capim, período de maior oferta. As informações da Scot foram reproduzidas pelo do Canal do Boi.

A comparação diária realizada pela consultoria, indica preços estáveis. A arroba do boi gordo foi comercializada nesta terça-feira (15) a R$ 342,00, a das novilhas gordas a R$ 332,00 e a das vacas gordas a R$ 300,00. Quem tentou comprar a preços abaixo da referência não conseguiu fazer negócios.

Na praça gaúcha, em Pelotas, há maior oferta de animais terminados e a cotação caiu R$ 0,10 o quilo. As categorias boi e novilhas gordos permaneceram estáveis.

Nessa praça, o quilo do boi ficou em R$ 11,10, o das vacas em R$ 10,55, a vaca gorda em R$ 10,55 o quilo e a novilha gorda em R$ 11,10. Preços brutos e a prazo.

Exportação

Nas duas primeiras semanas de março o Brasil exportou 80,9% a mais do que no mesmo período do ano passado. Foram embarcadas 10,5 mil toneladas, na mesma comparação. A média do preço da tonelada da carne exportada ficou em US$ 5,84 mil. Nesse caso, o aumento é de 26,8% em relação a março de 2021.

Já a receita diária cresceu 129,4%, com entrada de US$ 61,5 milhões, em relação aos primeiros 15 dias de março de 2021.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.