Confiança do consumidor americano diminui em agosto, aponta universidade

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

13/08/2021

O índice de confiança do consumidor da Universidade de Michigan caiu em agosto, para 70,2 pontos, após marcar 81,2 pontos um mês antes, de acordo com dados preliminares divulgados nesta sexta-feira. A leitura ficou bem abaixo da expectativa de alguns economistas, de 81,3 pontos.

O índice de condições econômicas atuais caiu para 77,9 pontos em agosto, ante 84,5 na leitura anterior, enquanto o dado referente às expectativas dos consumidores recuou para 65,2 pontos, ante 79 pontos.

“Os consumidores reportaram uma atordoante perda de confiança na primeira metade de agosto. O índice de confiança do consumidor caiu 13,5 pontos em relação a julho, a um nível que está logo abaixo da mínima de 71,8 pontos de abril de 2020”, disse o economista-chefe responsável pelo levantamento, Richard Curtin.

“Ao longo do último meio século, o índice de confiança só registrou quedas maiores em seis outras pesquisas, todas conectadas a abruptas pioras negativas da economia: as únicas quedas maiores ocorreram durante o ‘shutdown’ da economia em abril de 2020 (-19,4%) e no auge da recessão, em outubro de 2008 (-18,1%)”, completa Curtin.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *