Confiança da indústria se mantém em alta pelo 4º mês seguido, diz CNI

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

24/08/2021

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que todos os 30 setores consultados estão confiantes.

O resultado marca o quarto mês consecutivo de confiança disseminada entre todos os setores da indústria. Foram entrevistadas 2.383 empresas, sendo 949 pequeno porte, 860 médio porte e 574 de grande porte, entre 2 e 11 de agosto.

O gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, explica que o indicador cresceu em 21 dos 30 setores da indústria em agosto, na comparação com julho, não variou em dois e caiu em sete deles. No entanto, mesmo onde ocorreu a queda, a confiança do setor continua elevada.

“O setor de manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos, por exemplo, registrou a queda de confiança mais intensa. Mas o indicador passou de 63,9 pontos para 60,2 pontos, o que demostra que a confiança ainda segue alta e disseminada no setor”, explica Marcelo.

O Icei é um índice de difusão que varia de 0 a 100, sendo 50 a linha de corte. Quanto mais acima de 50 pontos, maior e mais disseminada é a confiança. Valores abaixo de 50 indicam falta de confiança.

Os setores mais confiantes na economia são: Máquinas e Equipamentos (66,6); Químicos (65,9), Máquinas aparelhos e materiais elétricos (65,1) e Produtos de metal (65).

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *