Conceito ESG veio para ficar e quem não aderir pode desaparecer do mercado

Novo modelo de administração voltada para atender às novas exigências do mercado consumidor do século 21

03/02/2022

Conceito ESG veio para ficar e quem não aderir pode desaparecer do mercado ESG, um novo conceito para empresas se adequarem às exigências do mercado (Foto: Agência Brasil)

Na Coluna Pecuária Verde desta quinta-feira (3) o especialista em sustentabilidade, Fred Almeida, explica os motivos pelos quais as empresas que não aderirem ao novo modelo de governança podem desaparecer ao longo do tempo.

Para ele, a tradução livre da sigla ESG em inglês, nos permite resumir em Ambiental, Social e Governança. Num primeiro momento, acreditou-se que esse novo conceito de fazer e administrar negócios deveria ser aplicada em mudanças profundas nas empresas e corporações privadas que se comprometessem em estabelecer as novas formas de administrar a relação com o meio ambiente, sociais e nas suas governanças.

Hoje, ele foi sendo estendido às outras atividades humanas. Desta forma, o conceito de ESG começa a entrar porta à dentro das empresas a partir do comportamento dos consumidores, destinatários de seus produtos, e nos novos conceitos aplicados nas relações de trabalho, na diversidade social para o empoderamento de grupos até então marginalizados e, com bastante intensidade, na mudança dos organogramas e objetivos a serem alcançados.

Leia a coluna completa e fique sabendo os caminhos para se chagar à essa nova obrigação de empresas e empresários com seus colaboradores, consumidores e ambiente onde estão instaladas.

Boa leitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.