Com vacinação avançada, Portugal suspende mais restrições contra a covid-19

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

23/09/2021

Portugal eliminará grande parte das restrições contra a covid-19 ainda em vigor no país em 1° de outubro. O avanço para a terceira e última fase do plano de desconfinamento será possível porque o país se aproxima da meta de 85% da população totalmente vacinada contra a doença.

O governo anunciou nesta quinta-feira *(23) que removerá os limites de quantas pessoas podem frequentar simultaneamente cafés, restaurantes, shoppings centers e cinemas. Também não haverá mais restrições ao público de shows, casamentos e batizados. Bares e discotecas serão reabertos, mas apenas para vacinados ou pessoas que apresentem resultado negativo em testes para o vírus.

Portugal também deixará de exigir o certificado de vacinação ou testes negativos para o acesso a restaurantes. Além disso, a recomendação para que empresas mantenham parte de seus funcionários em regime de trabalho remoto foi suspensa.

O primeiro-ministro português, António Costa, afirmou, hoje, que o país entrará em uma fase de quase “libertação total”, mas frisou que a pandemia não acabou e que algumas restrições ainda precisarão ser mantidas.

Máscaras, por exemplo, continuam obrigatórias no transporte público, em shoppings e em hospitais e asilos. Pessoas que chegam do exterior por via aérea e marítima também ainda devem continuar apresentando um certificado de vacinação ou um resultado negativo em um exame para a doença.

Costa afirmou que a flexibilização só foi possível graças à vacinação. As autoridades preveem que 85% dos portugueses com mais de 12 anos estarão totalmente imunizados contra a covid-19 na próxima semana, a meta estabelecida pelo governo para avançar no desconfinamento.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *