China aumenta promessa e diz que fornecerá 2 bi de vacinas contra covid-19 neste ano

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

06/08/2021

O presidente da China, Xi Jinping, prometeu expandir as exportações de vacinas contra a covid-19 para 2 bilhões de doses neste ano, igualando um compromisso assumido pelo G-7.

Em meio à escassez de vacinas nos países em desenvolvimento e pobres, Xi anunciou a nova meta em um fórum sobre a cooperação internacional em vacinas organizado na quinta-feira.

  • Leia também: Epidemia expõe atitude infantil das democracias ricas

Xi também prometeu doar 100 milhões de doses para o Covax Facility, o consórcio internacional liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Países em desenvolvimento estão contando com as vacinas das farmacêuticas chinesas, como a Sinovac e a Sinopharm, para retardar a transmissão do vírus.

Centenas de milhões de doses dos imunizantes das duas empresas já foram aplicados em todo o mundo, inclusive no Brasil. No entanto, há dúvidas se eles protegem adequadamente contra a variante delta, mais transmissível do que a cepa original do vírus.

A nova promessa da China ocorre depois de o presidente americano, Joe Biden, ter celebrado a marca de 110 milhões de doses doadas a mais de 60 países. No início desta semana, os Estados Unidos também informaram que começarão a distribuir no fim deste mês cerca de 500 milhões de doses da vacina da Pfizer/BioNTech.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *