Carteira rural do Sicredi cresce 41% em 2021 e atinge recorde de R$ 47,2 bi

13/04/2022

São Paulo, 5 – A instituição financeira cooperativa Sicredi encerrou 2021 com uma carteira de crédito rural recorde de R$ 47,2 bilhões, 41% maior do que o contabilizado ao fim de 2020. Do montante, R$ 12,2 bilhões foram destinados à agricultura familiar por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e R$ 7,9 bilhões concedidos a produtores de médio porte por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). O dado consolidou o Sicredi como a segunda maior instituição financeira em oferta de crédito ao setor agropecuário no País, segundo nota.

O segmento rural representou 35% da carteira total do Sicredi no ano passado, que alcançou R$ 133,1 bilhões, avanço de 36,9% em comparação ao ano anterior. Outros 34% corresponderam à carteira de crédito para pessoas jurídicas e 31% para pessoas físicas. Além disso, R$ 24,6 bilhões foram concedidos por meio de produtos financeiros atrelados a benefícios ambientais e sociais.

“O ano de 2021 foi marcado por um trabalho muito forte realizado pelas nossas cooperativas de continuar próximas aos associados, focando suas necessidades e, entre outras ações, o crédito foi um instrumento fundamental para isso”, disse no comunicado o diretor presidente do Banco Cooperativo Sicredi, João Tavares.

A carteira de crédito para pessoas jurídicas somou R$ 44,4 bilhões em 2021, aumento de 33% em relação a 2020. Os recursos destinados às pessoas físicas totalizaram R$ 41,5 bilhões, crescimento de 37% na comparação anual. A inadimplência se manteve abaixo de 1%, finalizando 2021 em 0,92%, patamar levemente inferior ao do ano anterior. “O modelo de atuação próximo da comunidade também faz com que o aumento do crédito não impacte a inadimplência, já que a concessão se dá de forma consultiva e voltada à realidade de cada associado”, explicou a instituição na nota.

O resultado líquido no ano passado chegou a R$ 4,8 bilhões, 43,6% maior que no ano anterior. Os resultados são destinados aos associados e ao fortalecimento da própria instituição, de acordo com o comunicado. Os ativos alcançaram R$ 197,6 bilhões, avanço de 27,6% ante 2020, e o patrimônio líquido ficou em R$ 24,9 bilhões, incremento de 23%.

O Sicredi finalizou 2021 com 5,5 milhões de associados, 13,8% mais do que os 4,9 milhões de 2020. O número de agências chegou a 2.203, aumento de 10,7% sobre 2020. No ano passado, a instituição começou a atuar no Amapá e no Espírito Santo, alcançando um total de 1,6 mil municípios em 25 Estados e no Distrito Federal. Em mais de 200, o Sicredi é a única instituição financeira fisicamente presente.

O Sicredi é organizado em um sistema formado por 108 cooperativas de crédito, cinco centrais regionais, a Confederação Sicredi, o Banco Cooperativo e demais empresas controladas e sua controladora, a Sicredi Participações. A Holding Sicredi Participações consolida as decisões estratégicas do Sistema, contando com um Conselho de Administração composto por 13 membros, incluindo um representante do parceiro holandês Rabobank e uma conselheira independente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.