BRF é habilitada para exportar carne suína para o Vietnã e salsicha para a África do Sul

A informação é da própria empresa que divulgou nota sobre a ampliação das vendas aos dois países

25/03/2022

BRF é habilitada para exportar carne suína para o Vietnã e salsicha para a África do Sul Impostos sobre importações são reduzidos. (Foto: Divulgação)

A BRF teve duas de suas plantas habilitadas para exportar carne suína para o Vietnã e a África do Sul. A primeira, em Lucas do Rio Verde (MT) e a segunda em Marau (RS). Elas também poderão embarcar salsichas à África do Sul, segundo o site CarneTec.

Para o Vietnã a empresa está autorizada a exportar paleta, costela, sobrepaleta, lombo e pernil. Atualmente, ela já exporta para o Vietnã a partir de Uberlândia (MG).

O gerente executivo de Relações Internacionais, Luiz Tavares, disse que “a nova habilitação nos possibilita continuar crescendo em mercados geograficamente estratégicos, o que faz parte do nosso projeto de flexibilização de destinos para os volumes de suínos”. Assim como a China, a carne suína é a mais consumida no Vietnã.

Para Tavares “a expectativa é que o consumo de carne no Sudeste Asiático apresente um crescimento significativo nos próximos anos e estamos prontos para atender a essa demanda.”

África do Sul

Para a África do Sul, a empresa foi habilitada para exportar salsichas. Será produzida em Marau já no segundo semestre de 2022 e será um produto específico para o paladar do consumidor daquele país.

Num primeiro comunicado emitido por Luiz Tavares, ele informa que “om a exportação de salsichas diversificaremos ainda mais nossos embarques para o país, além de aves in natura, com itens de maior valor agregado, totalmente alinhados à nossa visão 2030”.

A empresa já embarca para a África do Sul empanados, como nuggets e steaks de frango.

“Os novos produtos têm grande potencial para, posteriormente, entrar também em outros países do continente”, disse a empresa.

A planta da BRF em Marau também envia cortes de frango, mortadelas e salsichas para outros países africanos, além de Coreia do Sul, Japão, Hong Kong, Haiti, Peru e Cuba. A unidade vende esses itens e linguiça cozida, presunto e salame para o mercado nacional.

Da Redação, com informações do CarneTec Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.