BRF afirma que genética própria melhora qualidade da carne suína que produz para os mercados interno e externo

Granjas núcleos espalhadas em três estados fazem a melhoria genética e ela é disponibilizada aos seus 3 mil fornecedores.

23/03/2022

BRF afirma que genética própria melhora qualidade da carne suína que produz para os mercados interno e externo BRF informa que tem produção de suínos com melhoria genética e melhoria da carne (Foto:: Divulgação)

A BRF investe na melhoria da qualidade genética da carne suína, informa a empresa em nota, segundo o site CarneTec. A empresa afirma que são 3 mil suinocultores integrados com uma genética própria que vem sendo refinada há décadas. Diz, também, que os animais terminados são finalizados com alto padrão de qualidade em todas as etapas.

Em nota, diz que “é assim que chega à mesa do consumidor um produto nobre, saboroso e único, que ganha cada vez mais espaço na mesa e na churrasqueira dos brasileiros, por ser saudável e com preços mais acessíveis em relação à carne bovina”.

Guilherme Brandt, diretor corporativo, relata que mais de 70% dos animais alojados são fruto de anos de aprimoramento. “Como resultado desse processo, temos hoje no mercado brasileiro o cruzamento de genéticas com origem nos Estados Unidos, Inglaterra, Dinamarca e Holanda”, afirma.

A empresa afirma que o aprimoramento genético é feito em granjas núcleos nos estados de Santa Catarina, Minas Gerais e Goiás e o resultado é multiplicado em granjas de vários estados brasileiros. A companhia fornece suporte aos produtores com pesquisas desenvolvidas nessas granjas núcleos.

O CarneTec relata que a carne é “nutritiva, de sabor ímpar e especial” e que tem um “cuidadoso processo industrial, segundo a companhia”. A carne nos supermercados brasileiros e a exportada são as mesmas e com alto padrão. Dicas para acessar receitas para todos os cortes podem ser acessadas na página exclusiva da empresa.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.