Brasil começa campanha de promoção das carnes de frango e suína em 69 pontos de Moscou

Os exportadores brasileiros buscam ampliar o mercado de proteína no Leste Europeu

02/02/2022

Brasil começa campanha de promoção das carnes de frango e suína em 69 pontos de Moscou Brasil começa campanha de rua para promover as carnes de frango e suína em Moscou (Foto: Agência Brasil)

Começou nesta terça-feira (1) uma grande campanha de promoção da carne brasileira na capital da Rússia, Moscou. Promovida pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e pela Agencia Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil). Segundo a ABPA, a campanha promove carnes suína e de frango, informa o site especializado CarneTec.

Com outdoors, grandes banners em relógios de rua e até pontos de ônibus, ela espalha 69 pontos de promoção da proteína brasileira nas principais áreas turísticas de Moscou, em torno do Centro de Convenções e na Praça Vermelha. A campanha toma toda a área central da capital daquela país.

A iniciativa é da agência CAP Amazon. A mensagem em inglês é “Quality you can trust – a Long-term partnership” ou, numa tradução livre, “Qualidade que você pode confiar – uma parceria de longo prazo”. A campanha aproveita uma intensa presença brasileira na capital russa onde acontece a Prodexpo – uma feira brasileira de alimentos que será entre os dias 9 e 11 de fevereiro, com a intenção de sustentar a presença brasileira naquele país.

Segundo os organizadores, a campanha promove marcas brasileiras no exterior, como a Brazilian Chicken e Brazilian Pork, numa estratégia para os dois segmentos. A Rússia, em 2021, anunciou que vai importar 100 mil toneladas de carne suína do Brasil e as entidades aproveitam para expandir as nossas vendas a todo Leste Europeu.

Os exportadores brasileiros de frango pegam uma carona com o objetivo de expandir ainda mais a venda da proteína naquela pais, que já que a Rússia importa volumes significativos da proteína avícola brasileira. É um dos principais destinos das exportações de frango brasileiro. l

O último levantamento mostrou que a Rússia está entre os 10 maiores compradores do frango exportado pelo Brasil, com 105,9 mil toneladas embarcadas em 2021, ou 2,4% de toda a nossa exportação de frango. A receita foi de US$ 167,3 milhões no ano passado. O país euroasiático também compra carne suína. Em 2021 foram 9,2 mil toneladas, o equivalente a 0,8% do total exportado dessa proteína, gerando uma receita de US$ 23,8 milhões.

Ricardo Santin, presidente da ABPA, diz que “será um momento oportuno para destacar a imagem internacional da carne de frango e da carne suína do Brasil. Vamos valorizar atributos e a parceria que construímos ao longo destes anos, reforçando nossa posição como parceiro estratégico pela segurança alimentar da nação do Leste Europeu”.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.