Bolsas da Europa fecham em alta com ganhos dos setores bancário e de tecnologia

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

06/09/2021

As bolsas europeias fecharam a sessão desta segunda-feira (06) em alta, impulsionadas por ganhos nos setores bancário e de tecnologia, em uma sessão sem um catalisador claro, com as bolsas americanas fechadas devido ao feriado do Dia do Trabalho, nos EUA.

Após ajustes, o índice pan-europeu Stoxx Europe 600 fechou em alta de 0,69%, a 475,19 pontos. O FTSE 100, índice de referência da bolsa de Londres, subiu 0,68%, a 7.187,18 pontos, o DAX, de Frankfurt, ganhou 0,96%, a 15.932,12 pontos, e o CAC 40, de Paris, avançou 0,80%, a 6.743,50 pontos. Em Milão, o FTSE MIB fechou em alta de 0,76%, a 26.263,43, enquanto o Ibex 35, de Madri, avançou 0,21%, a 8.882,30 pontos.

As ações do setor de tecnologia lideraram os ganhos no índice pan-europeu, fechando em alta de 1,65%, enquanto as ações do setor bancário – de maior peso no Stoxx 600 – avançaram 0,74% na sessão de hoje.

A expectativa é amplamente de que a autoridade monetária europeia manterá a sua taxa de juros de referência estável, e deve se manter “dovish” (favorável a acomodação monetária), apesar da disparada da inflação da zona do euro, mas os investidores avaliam a possibilidade de que o BCE retire os estímulos antes do Federal Reserve (Fed).

“O relatório fraco de empregos nos EUA trouxe algum alívio aos mercados de juros. A possibilidade de um anúncio de retirada de estímulos do Fed em setembro está agora morta e enterrada, e a próxima data possível é em novembro”, diz o ING em nota. “A cautela ditaria que o BCE não tentará retirar estímulos antes do Fed, mas a maioria dos nossos pares entrevistados pela ‘Bloomberg’ parece achar que eles vão fazer isso”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *