BNDES contrata fundo de investimento para 7 setores-chave, incluindo Agricultura, por 4 anos

Meta é investir em empresas que ofereçam produtos inovadores.

03/05/2022

BNDES contrata fundo de investimento para 7 setores-chave, incluindo Agricultura, por 4 anos BNDES contrata LGEF II para investir em áreas fundamentais (Foto: Agência Brasil)

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou a contratação do fundo de investimento Lightrock Growth Equity Fund II Brasil FIP Multiestratégia (LGEF II), em chamada pública, na Seleção de Fundos de Investimento de Impacto. O BNDES vai integralizar R$ 250 milhões, 25% do patrimônio alvo, que é de R$ 1 bilhão.

A proposta é que ele faça investimentos em sete áreas que o governo classifica como fundamentais, como saúde, educação, energia renovável, agricultura e alimentação sustentável, mobilidade e transporte eficiente, transformação do sistema financeiro e infraestrutura digital. O período de investimento será de quatro anos, com a possibilidade de mais 4 anos. 

Os investimentos serão em companhias que já comprovaram seu modelo de negócio, estão em fase de crescimento, são escaláveis e precisam de capital para sustentar o crescimento e entregar o retorno financeiro e de impacto a que se propõem.

Segundo a assessoria de imprensa do Banco, “serão oferecidos produtos e serviços inovadores e gerem impactos socioambientais positivos”, explicou.

 

Investimentos de impacto

O diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto do BNDES, Bruno Laskowsky, ressaltou que, é uma iniciativa pioneira da instituição, apoiar investimentos de impacto através de um fundo de participações acionárias.

“O apoio da BNDESPAR a esse fundo está alinhado com duas verticais da Estratégia Nacional de Investimentos e Negócios de Impacto (Enimpacto): ampliação de oferta de capital e aumento do número de negócios de impacto”, explicou.

A responsável pelo LGEF II, Lightrock Gestora de Recursos Ltda, utilizará metodologia de impacto própria, vistoriada por auditoria independente, para mensuração periódica dos impactos de cada negócio, não só previamente, mas durante o investimento pelo fundo, que levará em conta os aspectos ambiental, social e de governança.

“A Lightrock busca investir em companhias que tragam soluções aos grandes desafios estruturais enfrentados por nossas sociedades, tanto no aspecto social quanto ambiental. Temos cada vez mais direcionado recursos para o mercado local e, nesse sentido, estamos honrados em receber o BNDES como investidor em nosso novo fundo”, afirmou Marcos Wilson Pereira, sócio e líder para a América Latina da gestora.

 

Da Redação, com Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.