Biden prorroga suspensão de pagamento de empréstimos estudantis

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

06/08/2021

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, prorrogou até o fim de janeiro de 2022 uma medida que autoriza os americanos a deixarem de pagar seus empréstimos estudantis federais.

A medida, implementada em março do ano passado como forma de aliviar as famílias durante a pandemia, estava prevista para expirar em setembro.

A Casa Branca pretende que esta seja a extensão final da suspensão e anunciou que os pagamentos serão retomados em fevereiro de 2022.

A extensão dá às empresas que processam os pagamentos para o Departamento de Educação mais tempo para se preparar para o influxo dos mutuários.

Ao todo, 41 milhões de pessoas se beneficiaram da medida, entre eles vários milhões americanos que ainda terminando seus cursos nas universidades do país.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *