BC: Dívida bruta do governo geral cai a 83,8% do PIB em julho

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

31/08/2021

A dívida bruta dos governos no Brasil variou de R$ 6,729 trilhões em junho para R$ 6,798 trilhões em julho, segundo dados do Banco Central (BC). Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), a dívida caiu de 83,9% para 83,8%.

De acordo com o a autoridade monetária, o recuo mensal da dívida pode ser explicado principalmente pelo crescimento do PIB nominal (responsável por queda de 0,9 ponto). Em sentido oposto, atuaram emissões líquidas de dívida (aumento de 0,2 ponto) e incorporação de juros nominais (0,5 ponto).

Já a dívida líquida do setor público não financeiro foi de R$ 4,878 trilhões em junho, ou 60,8% do PIB, para R$ 4,893 trilhões um mês depois, ou 60,3% do PIB.

O BC indicou que a variação mensal pode ser explicada pelo crescimento do PIB nominal (responsável por redução de 0,7 ponto percentual) e pela desvalorização cambial de 2,4% no mês (0,4 ponto). Em sentido oposto, atuaram juros nominais apropriados (aumento de 0,6 ponto) e déficit primário (0,1 ponto).

Os dados levam em conta União, Estados, municípios e empresas estatais, com exceção daquelas dos grupos Petrobras e Eletrobras. Os bancos estatais também não entram na conta, pois as estatísticas se referem ao setor público não financeiro.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *