BC autoriza funcionamento da Mérito DTVM

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

22/09/2021

O Banco Central concedeu autorização de funcionamento para a Mérito Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários (DTVM). A sede é em São Paulo e o capital social de R$ 2 milhões. Os controladores são Alexandre Guilguer Despontin e Luigi Mariani Filho.

Em 2018, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) suspendeu a negociações de cotas do Mérito Desenvolvimento Imobiliário I Fundo de Investimento Imobiliário, administrado pela Planner e gerido pela Mérito Investimentos. Segundo a autarquia, o fundo vem agindo de forma irregular no mercado de capitais e a sua atuação se assemelha a de pirâmide financeira, com indícios de fraude.

Em abril deste ano, o colegiado da CVM aprovou termo de compromisso para encerrar processo contra a Mérito Investimentos, Despontin, Planner e Artur Martins Figueiredo, que pagaram um total de R$ 1,505 milhão.

Gerencianet, Guide e Sorocred

O BC também autorização uma mudança na licença da Gerencianet, que passou de Sociedade de Crédito Direto para sociedade de crédito, financiamento e investimento. O capital passou de de R$ 2,898 milhões para R$ 7,198 milhões.

No caso da corretora Guide, foi autorizado um aumento de capital, que passou de R$ 198,634 milhões para R$ 219,285 milhões. E no caso do Banco Sorocred (hoje grupo Afinz) o capital passou de R$ 45,613 milhões para R$ 60,614 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *