Balanço da Americanas, capital da Minerva e dados de serviços: As notícias mais quentes de hoje

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

12/08/2021

Americanas divulga resultados

A companhia comprou o Hortifruti Natural da Terra por R$ 2,1 bilhões. O Natural da Terra é a maior rede varejista de legumes e verduras do país e conta com lojas no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo. As vendas on-line da companhia representam 16% do total, sendo “referência digital no setor”. A empresa divulga o balanço nesta quinta-feira (12), depois do fechamento do pregão.

Capital da Minerva Foods

Os controladores da Minerva Foods começaram a discutir a possibilidade fechar o capital da companhia. As ações chegaram a subir 15% no ajuste do pregão, quando circulou a informação. A transação se daria para aproveitar o desconto implícito que os acionistas enxergam na empresa. Em nota ao Pipeline, site de negócios do Valor, o diretor financeiro da empresa diz que não comenta rumores, mas não deixa passar a oportunidade para criticar o que considera “superficialidade e miopia do mercado acerca dos resultados da empresa”. E continua: “Obviamente isso pode despertar nossa criatividade em procurar estruturas mais sofisticadas e pouco usuais de extrair valor dessa assimetria”. Em outra nota às 22h50 de ontem, em resposta a um pedido de esclarecimento da B3, a empresa foi mais lacônica e disse que “não há qualquer informação passível de divulgação sobre o assunto objeto dos rumores e que não pretende fechar o seu capital”.

Via mais que dobra o lucro

O lucro da Via, antiga Via Varejo, mais que dobrou no segundo trimestre deste ano, para R$ 132 milhões. Segundo a Via, esse foi o sétimo trimestre consecutivo em que a companhia tem desempenho acima da média do mercado. Às 14h, tem a teleconferência de resultados.

Balanços de hoje

Antes da abertura do pregão, a Azul (com teleconferência às 12h) divulga os resultados no segundo trimestre. Após o fechamento, saem os balanços de Disney, Alliar, Alper, Alphaville, Arezzo, Banco BMG, Banrisul, Bemobi, Bradespar, BRF, BRMalls, CCR, CPFL, Cury, Cyrela, Dasa, Eletromídia, Energisa, Eztec, Ferbasa, Grupo Mateus, Grupo Soma, Hospital Mater Dei, Lavvi, Light, Lojas Renner, Magazine Luiza, Mahle Metal Leve, Marisa Lojas, Mills, Multilaser, Natura&Co, Neogrid, OceanPact, Orizon, Plano&Plano, Paraná Banco, Renova Energia, Rumo, Sabesp, Sanepar, SLC Agrícola, Springs Global, Syn (CCP), T4F, Technos, Track & Field, Traders Club, Três Tentos Agroindustrial, Trisul, Triunfo Participações, Westwing, Wiz, Grupo SBF e Unipar Carbocloro.

B3 comenta os resultados

A B3 informou que teve lucro recorrente de R$ 1,231 bilhão no segundo trimestre, com queda de 7,9% ante o primeiro trimestre e alta de 21,6% em 12 meses. A receita total foi de R$ 2,676 bilhões, com avanços de 0,3% e 25,7%, respectivamente. A partir das 11h, tem a teleconferência de resultados.

Eletrobras reporta expansão de 396% no lucro

A companhia fechou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 2,52 bilhões, salto de 396% na comparação com igual período do ano passado. A receita líquida subiu 49% ante igual período do ano anterior, para R$ 7,959 bilhões. Às 14h30 começa a teleconferência.

Copel lucra R$ 950 milhões

A Companhia Paranaense de Energia registrou lucro líquido de R$ 950 milhões no segundo trimestre, recuo de 40,9% em relação ao mesmo período de 2020. A receita líquida avançou 18,4%, para R$ 5,42 bilhões. Às 14h, tem a teleconferência da companhia.

Lucro da Equatorial avança 25,6% para R$ 510 milhões

A companhia de energia registrou um lucro líquido de R$ 510 milhões no segundo trimestre, uma alta de 25,6% em relação a igual período de 2020. A receita líquida operacional da companhia elétrica atingiu R$ 4,27 bilhões no segundo trimestre, crescendo 22,7% na base anual. Às 14, começa a teleconferência da Equatorial.

Profarma reverte prejuízo e lucra R$ 33,7 milhões

A empresa carioca que atua nos segmentos de distribuição de remédios e varejo farmacêutico, fechou o trimestre anterior com lucro líquido de R$ 33,7 milhões, revertendo prejuízo de R$ 4,4 milhões registrado em igual período do ano passado. A receita atingiu R$ 1,56 bilhão, alta de 25% ante abril a junho de 2020. A partir das 14h, tem a teleconferência de resultados.

Enauta lucra R$ 635,7 milhões

A companhia fechou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 635,7 milhões, alta de 464,2% frente a igual período do ano passado e novo recorde da companhia. Às 11h, tem a teleconferência de resultados.

Eucatex comenta os resultados

A companhia registrou no segundo trimestre lucro líquido de R$ 167,4 milhões, salto de 860% em relação aos R$ 17,4 milhões registrados no mesmo período de 2020. A receita líquida teve alta de 50,6% no período, para R$ 556,2 milhões, puxada pelo segmento madeira, que viu aumento de 68,8% na receita. A teleconferência está prevista para às 11h.

Guararapes

A dona da Riachuelo lucrou R$ 46,1 milhões no segundo trimestre deste ano, revertendo prejuízo de R$ R$ 296,2 milhões registrado no mesmo período de 2020. A receita líquida avançou 88,8%, para R$ 1,67 bilhão. A companhia destaca que as vendas digitais da Riachuelo cresceram 45% ante o primeiro trimestre, alcançando participação de 12,5% no total de vendas. A Guararapes faz teleconferência às 11h.

Lucro da Hapvida cai 62,5%

A companhia registrou lucro atribuído aos controladores de R$ 104 milhões no segundo trimestre, queda de 62,5% em relação ao mesmo período do ano passado. No critério ajustado, o lucro líquido caiu 29,5%, para R$ 269,8 milhões. A receita líquida avançou 15,7% na base anual, para R$ 2,4 bilhões. A teleconferência está agendada para às 13h.

Lucro da Iochpe-Maxion atinge R$ 214,8 milhões

A companhia registrou lucro de R$ 214,8 milhões no segundo trimestre, revertendo prejuízo de R$ 352,3 milhões registrado no mesmo período de 2020. A receita líquida avançou 171,7% no comparativo trimestral, para R$ 3,18 bilhões. Às 10h, começa a teleconferência.

Locaweb registra queda no lucro

A empresa de tecnologia registrou lucro líquido de R$ 3,5 milhões no segundo trimestre, queda de 31,8% na comparação anual. A receita operacional somou R$ 184,3 milhões entre abril e junho, crescimento de 57,1% ante o mesmo período de 2020. A teleconferência está prevista para amanhã, às 15h.

MRV&Co reporta lucro de R$ 203 milhões

O lucro líquido da companhia cresceu 86%, no segundo trimestre, na comparação anual, para R$ 203 milhões. A receita líquida subiu 9,7%, para o valor recorde de R$ 1,82 bilhão. Para o bom desempenho, contribuiu a venda de dois empreendimentos da subsidiária americana AHS pelo total de R$ 392,7 milhões, o equivalente a US$ 78,5 milhões. A MRV&Co faz teleconferência às 10h.

Receita da Sulamérica cresce 8,6%

O lucro líquido da companhia recuou 92,5% ante o período de abril a junho de 2020 para R$ 29,6 milhões. A receita operacional atingiu R$ 5,2 bilhões no trimestre, alta de 8,6%. A teleconferência será às 10h.

Suzano reverte o prejuízo com lucro de R$ 10 bi

A companhia registrou lucro líquido de R$ 10,04 bilhões no segundo trimestre, revertendo prejuízo de R$ 2,05 bilhões um ano antes. A receita líquida subiu 23% na comparação anual, para R$ 9,84 bilhões, suportada pela recuperação dos preços da celulose no mercado internacional. A Suzano faz teleconferência às 10h.

Ultrapar comenta os resultados

A empresa, holding do grupo Ultra, registrou prejuízo líquido atribuível aos acionistas da companhia de R$ 31,1 milhões no segundo trimestre, revertendo lucro de R$ 41,1 milhões no mesmo período do ano passado. A Ipiranga, principal negócio da Ultrapar, registrou forte desempenho no segundo trimestre, com a receita avançando 93%, para R$ 23,86 milhões. A teleconferência será às 11h. Após os resultados, a companhia anunciou o pagamento de R$ 218,07 milhões em dividendos, correspondentes a R$ 0,20 por ação.

Taesa lucra R$ 697,9 milhões

A companhia fechou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 697,9 milhões, avanço de 50,3% frente a igual período do ano anterior. A receita líquida no período foi de R$ 904,3 milhões, alta de 19% na comparação com o segundo trimestre de 2020. A teleconferência será às 11h

Assaí

Os acionistas do Assaí aprovaram o desdobramento das ações da companhia na proporção de cinco para um. Hoje, os papéis já serão negociados desdobrados na B3.

Montezano divulga resultados do BNDES

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, estará no Rio de Janeiro em reuniões internas e de diretoria. Às 18h, participa de live de divulgação de resultados do BNDES do 2º trimestre de 2021.

Oi lucra R$ 1,1 bilhão

Oi reverte prejuízo e lucra R$ 1,1 bilhão no segundo trimestre.

IBGE divulga Pesquisa Mensal de Serviços de junho

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga, às 9h, a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) de junho. Em maio, o volume de serviços prestados no país teve alta de 1,2% frente a abril. Na comparação com maio de 2020, o indicador teve alta de 23%, influenciada por base de comparação depreciada do ano passado — devido à pandemia, iniciada em março de 2020. No resultado acumulado em 12 meses até maio, houve queda de 2,2%. Três das cinco atividades acompanhadas pela pesquisa tiveram alta na passagem entre abril e maio. Os destaques das variações positivas foram transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, que avançaram 3,7% na margem, e serviços prestados às famílias, que cresceram 17,9%. Em maio, frente a abril, 23 das 27 unidades da federação investigadas registraram taxas positivas, com destaque para São Paulo (2,5%), seguido por Bahia (8,6%), Minas Gerais (2,1%) e Distrito Federal (3,7%). As únicas retrações em termos regionais vieram do Tocantins (-2,9%), Mato Grosso (-0,4%), Piauí (-1,9%) e Rondônia (-0,8%).

IBGE publica Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publica às 9h os dados preliminares das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais e Produção de Leite, Couro e Ovos e Galinhas no segundo trimestre de 2021. No 1º trimestre de 2021 foram abatidos 6,56 milhões de cabeças de bovinos, quantidade 10,6% inferior à do 1° trimestre de 2020 e 10,9% menor que a do 4º trimestre de 2020. Em relação aos suínos, foram abatidos 12,62 milhões de cabeças no 1º trimestre de 2021, com altas de 5,7% em relação ao mesmo período de 2020 e de 0,6% frente ao 4° trimestre de 2020. Foram abatidos 1,57 bilhão de cabeças de frangos, número 3,3% maior que o do mesmo período de 2020 e 0,7% maior na comparação com o 4° trimestre de 2020. A aquisição de leite cru no 1º trimestre de 2021 foi de 6,56 bilhões de litros, aumento de 1,8% em relação ao 1° trimestre de 2020 e redução de 3,5% em comparação com o trimestre imediatamente anterior. No 1º trimestre de 2021 a produção de ovos de galinha foi de 978,25 milhões de dúzias, novo recorde para um 1º trimestre, desde 1987. Esse resultado foi 0,3% acima do 1º trimestre de 2020 e 1,3% abaixo do trimestre imediatamente anterior.

CNI informa 5ª edição do Panorama da Pequena Indústria

A Confederação Nacional da Indústria informa, às 14h, a 5ª edição do Panorama da Pequena Indústria. Na 4ª edição, o Índice de Situação Financeira caiu de 43,1 para 37,8 pontos. A piora é resultado da queda do faturamento e da produção, além da dificuldade de acesso ao crédito e à alta do preço dos insumos. Entretanto, o Índice de Perspectiva teve aumento e sugere otimismo para os próximos meses. O pequeno aumento do Índice de Desempenho, de 0,3 ponto entre os meses de fevereiro e março (de 43,6 pontos para 43,9 pontos), interrompeu uma tendência de queda, observada ao longo do último trimestre de 2020, bem como nos primeiros dois meses de 2021. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), para as pequenas indústrias, foi de 51,3 pontos em abril de 2021, o que representa uma queda de 0,7 ponto em relação a março do mesmo ano. Já o Índice de Perspectivas apontou aumento de 0,8 ponto em abril de 2021, para 48,3 pontos.

EUA mostram pedidos iniciais de seguro-desemprego na semana

O Departamento de Trabalho dos EUA mostra, às 9h30 (de Brasília), o número de novos pedidos de seguro-desemprego requeridos na semana até 7 de agosto. Na semana anterior, houve 385 mil pedidos iniciais. Estimam-se 375 mil novos pedidos.

EUA revelam preços ao produtor de julho

O Escritório de Estatísticas do Departamento do Trabalho (BLS, na sigla em inglês) dos EUA revela, às 9h30 (de Brasília), o índice de preços ao produtor (PPI) de julho. Em junho, o PPI cheio subiu 1% no mês e 7,3% no ano. As estimativas são de 0,6% (mês) e 7,3% (ano). O núcleo do PPI subiu 1% na comparação mensal e 5,6% na anual, com estimativas, respectivamente, de 0,5% e 5,6%.

CPI da Pandemia ouve Ricardo Barros

A CPI da Pandemia do Senado ouve, a partir de 9h30, o deputado federal Ricardo Barros (PP/PR), líder do governo na Câmara.

Agenda do presidente da República

O presidente Jair Bolsonaro participa, às 10h, de solenidade de promoção de oficiais-generais. Às 14h, despacha com Pedro Cesar Sousa, subchefe para Assuntos Jurídicos da Secretaria-Geral da Presidência, e, às 15h, com Gilson Machado Neto, ministro do Turismo. Às 15h30, acompanha cerimônia de cumprimento aos oficiais-generais promovidos.

Câmara vota emendas à MP sobre medidas emergenciais

O Plenário da Câmara reúne-se às 10h e, entre outros itens, vota emendas à Medida Provisória 1.045/21, que institui o Novo Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda e dispõe sobre medidas complementares para o enfrentamento das consequências da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus no âmbito das relações de trabalho. Também deve ser apreciado o projeto de lei (PL) 2.337/21, que altera a legislação do Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza das Pessoas Físicas e das Pessoas Jurídicas e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Comissão da Câmara ouve ministro da Economia

A Comissão de Educação da Câmara reúne-se, às 10h, e ouve o ministro da Economia, Paulo Guedes, que prestará esclarecimentos sobre a Lei 14.172, de 10 de junho de 2021, que “dispõe sobre a garantia de acesso à internet, com fins educacionais, a alunos e a professores da educação básica pública”, que está sendo questionada no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade.

STF julga penhora de imóvel de fiador de aluguel comercial

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) dará continuidade, a partir das 14h, ao julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 1307334, que discute a constitucionalidade da penhora de bem de família do fiador em contrato de locação comercial. Também está na pauta o recurso, com repercussão geral, que discute a incidência do Imposto de Renda (IR) sobre a taxa Selic recebida por empresas na devolução de tributos cobrados indevidamente (repetição de indébito).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *