Argentina concede prazo até novembro para cota de exportação de carnes

O volume mensal embarcado, no entanto, não poderá ultrapassar 50% do que foi enviado ao país no segundo semestre de 2020

31/08/2021

Argentina concede prazo até novembro para cota de exportação de carnes Além do Brasil, Marfrig conta com unidades no Uruguai e Argentina (Foto: Divulgação)

O governo argentino prorrogou para até 31 de outubro de 2021 as restrições à exportação de carnes brasileira. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União. A publicação traz que as medidas estabelecidas em junho são prorrogadas e o máximo de toneladas mensais para venda no exterior é limitado, não podendo ultrapassar 50% do que foi exportado no segundo semestre de 2020.

Em meados de 2021, o governo daquele país suspendeu total ou parcial o envio de alguns cortes de origem bovina até o final de agosto e os Ministérios da Produção e da Pecuária foram habilitados a prorrogar a medida até 31 de dezembro de 2021, conforme preços locais e abastecimento interno.

“Em termos de preços, o impacto das medidas que limitaram temporariamente as vendas ao exterior começou a dar resultados positivos. Após dois meses de vigência, os preços se estabilizaram e até mostraram alguma retração em diversos elos da cadeia”, indica o texto oficial.

Da Redação (com informações do Canal Rural)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *