Americanas e Marisa negociam, números da Anfavea e mercado de trabalho dos EUA: As notícias mais quentes do dia

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

06/08/2021

Americanas e Marisa conversam sobre possível compra

A Americanas e a Lojas Marisa negociam uma possível compra da rede de vestuário pela empresa carioca numa troca de ações e caixa. Na quinta-feira (05), a Marisa informou em comunicado que contratou a assessoria da Lazard para avaliar “alternativas de otimização de sua estrutura de capital”. A Americanas também confirmou ter mantido contado com a Marisa.

JBS compra produtora de salmão da Austrália

A JBS comprou a Huon Aquaculture, segunda maior produtora de salmão da Austrália por US$ 315 milhões (R$ 1,6 bilhão). O negócio já foi aprovado pelos acionistas majoritários e tem previsão de ser concluído no fim de 2021, com a aprovação dos demais acionistas e das autoridades australianas.

Mercado de trabalho nos EUA

O Departamento do Trabalho dos EUA comunica, às 9h30 (de Brasília), o relatório de folhas de pagamento (payroll) não agrícolas dos EUA, que inclui o saldo líquido do número de novos postos de trabalho abertos, a taxa de desemprego e a participação na força de trabalho em julho. A leitura anterior foi de abertura de 850 mil vagas (estimativa de abertura de 870 mil), com taxa de desemprego a 5,9% (expectativa de 5,7%). A taxa de participação foi de 61,6%, com estimativa de 61,5%.

Números da indústria automobilística em julho

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulga, às 10h, o desempenho da indústria automobilística, (veículos e máquinas agrícolas e rodoviárias) em julho. Em junho, o volume de licenciamentos de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus representou um crescimento de 37,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Foram emplacados 182,5 mil veículos. Em junho, foram produzidos 166,9 mil veículos no Brasil, o que representou um crescimento de 69,6% na comparação com o mesmo mês do ano passado. No acumulado do ano, o avanço também foi significativo, com aumento de 57,5% e um total de 1,14 milhão de unidades.

Captação da Viveo chegará a R$ 2 bi

Após cancelar sua oferta inicial de ações em abril devido ao cenário macroeconômico, a distribuidora de medicamentos e materiais médicos Viveo — dona de marcas como Cremer e Mafra — voltou ao mercado e dessa vez a transação superou em muito a demanda. A companhia está nas últimas negociações de uma captação que chegará a cerca de R$ 2 bilhões, no teto da faixa indicativa da oferta restrita.

IPO da Oncoclínicas

A Oncoclínicas fixa hoje o preço da sua oferta inicial de ações. A estreia na B3 será na terça.

Divulgação de balanços

Antes da abertura do pregão, saem os balanços do segundo trimestre de Banco ABC Brasil, AngloGold, A.P. Moller-Maersk, Allianz, ING e Nintendo. Após o fechamento, a companhia de alimentos de M. Dias Branco divulga seus números.

Engie atinge lucro de R$ 319 milhões

A Engie Brasil registrou lucro líquido de R$ 319 milhões no segundo trimestre, queda de 58% em relação ao ano passado. O Ebitda (sigla em inglês para lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da geradora de energia somou R$ 1,37 bilhão, recuo de 4% no comparativo anual. A teleconferência de resultados será às 11h. A companhia aprovou o pagamento de R$ 789,5 milhões em dividendos intercalares, o equivalente a R$ 0,9676 por ação. O pagamento será feito para acionistas posicionados em 16 de agosto e, a partir do dia 17, os papéis serão negociados sem direito ao provento. A data de pagamento ainda será definida.

Eneva lucra R$ 118 milhões no 2º tri

A Eneva teve um lucro de R$ 118 milhões no segundo trimestre, alta de 39% na comparação com igual período no ano passado. A companhia viu as receitas crescerem 86% no período e chegarem a R$ 963 milhões entre abril e junho deste ano. A teleconferência da Eneva será às 11h.

BK Brasil registra prejuízo

A BK Brasil, operadora das franquias Burger King e Popeyes no país, registrou um prejuízo líquido de R$ 97 milhões no segundo trimestre, queda de 48% na comparação anual. A receita líquida somou R$ 568 milhões, avanço de 94% ante o mesmo período de 2020. A teleconferência de resultados será às 11h.

Lucro da Cia. Hering cai 94,4%

A Cia. Hering encerrou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 7,1 milhões, queda de 94,4% em relação ao registrado no mesmo período de 2020. Já a receita líquida da Cia. Hering avançou 197,2% no comparativo trimestral, para R$ 353,2 milhões. A teleconferência está marcada para às 11h.

JHSF reporta lucro de R$ 321 milhões

A JHSF registrou lucro líquido de R$ 321 milhões no segundo trimestre, o que representa alta de 26,4% em relação ao mesmo período de 2020. A receita líquida avançou 163% no comparativo trimestral, para R$ 662 milhões. A teleconferência está agendada para às 15h.

Latam

A companhia aérea Latam pretende adicionar 28 aeronaves da família A320 neo ao seu plano de compra junto à Airbus. Segundo a empresa, que está em recuperação judicial, o acordo fechado com a Airbus para as aquisições adicionais foi submetido à aprovação do Tribunal nos Estados Unidos – onde tramita a RJ da empresa.

Raízen

Após a estreia da companhia na B3, a agência de classificação de risco Fitch afirmou o rating de probabilidade de inadimplência do emissor da Raízen de longo prazo em moedas local e estrangeira em “BBB”, nota também atribuída às notas sênior sem garantia para 2027. A agência também retirou a companhia de observação negativa.

Guedes encontrará líderes empresariais

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reúne-se, às 10h, com a chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos, Daniella Marques, e equipe de Comunicação Social. Às 15h, terá reunião com o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Paes de Andrade. Às 17h, terá reunião virtual com líderes empresariais organizada pela YPO (Young Presidents’ Organization).

Comissão sobre voto impresso analisa parecer

A comissão especial da Câmara sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 135/19, que torna obrigatório o voto impresso, reúne-se às 18h para analisar o parecer vencedor do deputado Júnior Mano (PL-CE). O substitutivo apresentado pelo relator, deputado Filipe Barros (PSL-PR), foi rejeitado nesta quinta-feira por 23 votos a 11.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *