Altas temperaturas alavancam venda da laranja de mesa, diz Cepea

São variedades tardias que são colhidas nesta época do ano

24/09/2021

Altas temperaturas alavancam venda da laranja de mesa, diz Cepea Altas temperaturas aumentam a procura por laranja de mesa ou a laranja tardia (Foto: Divulgação)

Pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) mostram em levantamento que o aumento das temperaturas intensifica a procura por laranja de mesa no estado de São Paulo.

A boa qualidade das frutas tardias se aqueceu com as temperaturas mais altas. Os preços são mais atrativos frente aos da (laranja) pera. Na parcial desta semana (de segunda a quinta-feira), o Cepea diz que a (laranja) valência foi comercializada à média de R$ 39,10 a caixa com 40,8 kg ainda na árvore. Um aumento de 5,9% em relação à semana anterior.

A variedade pera foi vendida a R$ 46,76 a caixa com 40,8 kg, também na árvore, um aumento de 2,9% no mesmo comparativo. O mesmo não dá para falar do tahiti.

“A demanda não reagiu significativamente para a tahiti como aconteceu com a laranja. Assim, o baixo calibre segue influenciando negativamente as cotações”, diz o Cepea. De acordo com os dados da Centro de Estudos, “na semana, a tahiti teve média de R$ 30,45 a caixa com 27 kg, colhida, queda de 8,5% em relação ao período anterior”.

 

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *