Algodão: Mato Grosso do Sul já comercializou 40% da safra 2021/22

03/06/2022

São Paulo, 3 – As regiões norte e nordeste de Mato Grosso do Sul iniciaram a colheita da safra 2021//22 do algodão, segundo a Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul). As regiões se juntam ao sul do Estado, que já colhe desde o fim de abril. A Ampasul estima que cerca de 40% da safra esteja comercializada.

A área plantada com a fibra no Estado é estimada em 26.148 hectares. De acordo com a associação, a expectativa é de uma produtividade de 300 arrobas de algodão em caroço por hectare, enquanto a estimativa de produção da pluma é de mais de 48 mil toneladas. Segundo a associação, a produtividade da região sul do Estado será menor quando comparada à safra anterior devido à estiagem que atingiu a região. “Algumas regiões, como Aral Moreira, sofreram com a falta de chuva, principalmente na fase de crescimento da planta”, disse o diretor executivo da Ampasul, Adão Hoffmann, em nota.

A Ampasul também destacou o aumento no custo de produção do algodão para a safra 2022/2023. “Só nos fertilizantes, que representam 17% do custo operacional, tivemos uma alta superior a 100%. Infelizmente, a tendência é de custos ainda mais altos para a próxima safra, ampliando o risco da atividade. A orientação é o produtor já garantir a compra dos seus insumos”, disse Hoffmann.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code