Agronegócio bate recorde em receitas com exportação em março de 2022

Em 30 dias, os embarques resultaram em receita de US$ 14,53 bilhões.

18/04/2022

Agronegócio bate recorde em receitas com exportação em março de 2022 Governo reduz taxas nos portos para diminuir custos de importação. (Foto: Agência Brasil)

O Brasil recebeu US$ 14,53 bilhões, um aumento de 29,4% em relação a março do ano passado. Os produtos exportados aumentaram 27,6%. Segundo a Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o volume embarcado cresceu 1,4% no mesmo período, informa o Canal do Boi. O aumento foi provocado pelos preços das commodities no mercado externo.

A receita das exportações do agronegócio brasileiro significa 50% da renda de todas as exportações brasileiras no mesmo período. O motivo foi a alta dos preços dos produtos agrícolas no mercado global. Na contramão, as importações dos produtos agrícolas foram de US$ 1,42 bilhão, com alta de 5,9%.

Produtos

Mais uma vez o complexo soja (grão, farelo e óleo) lidera as receitas, com a exportação chegando a US$ 7,56 bilhões. O volume é mais da metade das exportações do setor, em março.

O óleo de soja saltou de US$ 117,52 milhões em março de 2021, para US$ 328,77 milhões em 2022. Impulsionado pela retração das exportações do óleo de girassol da Ucrânia, cresceu 179,8%. O país do leste Europeu, maior exportador de óleo de girassol do mundo, interrompeu seus embarques por causa do conflito com a Rússia.

Pela primeira vez em um mês do ano as carnes ultrapassam a US$ 2 bilhões em receitas, chegando a US$ 2,1 bilhões. A carne bovina foi a que o país mais exportou, batendo recorde de US$ 1,11 bilhão. Foram 191,58 mil toneladas. Novamente, puxadas pelas importações chinesas.

Principais destinos

Mesmo com queda nas exportações nos meses de março nos últimos dois anos, a China continua sendo o maior comprador. Em 2021 ela comprou menos 42,3% e , em março de 2022, menos 41,4%. As vendas para aquele mercado foram de US$ 6,01 bilhões, um aumento de receita de 26,6%. Eles compraram soja em grãos, com receita de US$ 4,56 bilhões e um volume maior de 26,0%, carne bovina, pagando US$ 677,48 milhões, um aumento de 108,5%, celulose, mais 30,3% e entrada de US$ 271,11 milhões para o setor, frango (US$ 123,08 milhões, mais 20,8%) e açúcar de cana em bruto (US$ 96,63 milhões, mais 41,2%).

Apenas esses produtos representam 95,4% do valor total exportado pelo agronegócio brasileiro à China.

Acumulado

No primeiro trimestre de 2022, as exportações do setor foram de US$ 33,82 bilhões, um crescimento de 45,9% da receita, registrando recorde para o período. Ou 46,8% do total exportado pelo Brasil. As importações alcançaram, nesse período, US$ 3,78 bilhões, uma queda de 2,1%.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.