23/02/2022 às 09h24min - Atualizada em 23/02/2022 às 16h19min

Brasil bate recorde em recebimento de fertilizantes em 2021 e preços caem

O zootecnista Felipe Fabri, da Scot Consultoria, informa que a entrega de fertilizantes no Brasil cresceu 16,8% em 2021, em relação ao ano de 2020. No acumulado até novembro de 2021 entraram no Brasil 42,5 milhões de toneladas, um volume de 2 milhões de toneladas a mais, sem contar com a chegada do produto no mês de dezembro.

Apenas em novembro de 2021 o Brasil importou mais 16,8% em fertilizantes na comparação com o mesmo período do ano anterior, alcançando em um único mês a entrada de 4,2 milhões de toneladas.

A notícia mais importante para o agricultor é que os preços caíram após dobrarem os valores por toneladas no ano passado. Os motivos, segundo o zootecnista, são a desvalorização do real frente ao dólar, hoje na casa dos R$ 5,05, e a maior oferta no mercado nacional.

Ele alerta, no entanto, que as incertezas internacionais com a crise energética e as tensões entre Rússia e Ucrânia devem impedir maiores quedas ao longo de 2022. Mas avalia que mesmo a queda em uma janela menor vai ajudar o produtor a estocar o produto. Por outro lado, o país vai continuar a comprar mais e a oferta será maior.

Entre os fertilizantes, o grupo dos nitrogenados foi o que mais sofreu pressão de baixa. A ureia caiu 10,4%. A tonelada pode ser comprada a R$ 4.605,00. O motivo é a queda do dólar e a maior oferta no mercado interno. A tonelada do nitrato de amônia caiu 7,4%, com preço hoje em R$ 2.512,00 a tonelada.

Os fosfatados simples caíram 1,8%, negociados a R$ 2.924,00 a tonelada. O Cloreto de Potássio perdeu 9%, ficando em R$ R$ 5.552,00 a tonelada. O zootecnista alerta que, para 2022, os preços não devem sofrer quedas como as que aconteceram nesse período e indica que os produtores de grãos aproveitem o momento e estoquem os produtos.

Da Redação.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canalpecuarista.com.br/.