André Luiz Casagrande

Jornalista especializado em agronegócio


Tecnologias para a gestão da pastagem

15/07/2022

Tecnologias para a gestão da pastagem (Foto: Divulgação)

O pecuarista conta com várias tecnologias que facilitam as atividades das fazendas, com resultados importantes em relação à redução de tempo, ao aumento da produção e da produtividade. Em relação à pastagem, a lista inclui softwares, apps e outras ferramentas que ajudam na tomada de decisões mais assertivas.

Nesta lista estão algumas ferramentas desenvolvidas pela Embrapa, como a régua de manejo da pastagem, dispositivo indicador das alturas corretas para o manejo de diversas forrageiras, e o Pasto Certo. Este aplicativo ajuda a escolher o capim certo na hora de planejar a pastagem, calcula a quantidade de sementes e indica onde adquirir as sementes dos fornecedores licenciados pela Embrapa, evitando a compra de produtos piratas ou de baixa qualidade.

Segundo o pesquisador Haroldo Pires de Queiroz, difusor de Tecnologia da Embrapa Gado de Corte, a régua apresenta para cada capim uma faixa verde, entre duas vermelhas, indicando as alturas de uso do capim. “Este deve se manter dentro da faixa verde. A faixa vermelha abaixo dela indica superpastejo. Se o capim cresceu até a faixa vermelha acima da verde, ele está sendo subpastejado”, explica Queiroz.

Assim, segundo o pesquisador, para os capins de crescimento rápido usados em sistemas intensivos, como o capim-quênia e o zuri, e manejados sob pastejo rotacionado, a régua indica o momento de entrada e de saída dos animais no piquete. “Os animais devem entrar quando o capim atingir o limite superior da faixa verde e sair quando consumir a pastagem até o limite inferior”, define.

“A régua foi criada para superar o manejo indicado por Voisin, com um número fixo para os dias de descanso e de pastejo”, informa Queiroz. Ele esclarece que nas pastagens de capins de crescimento mais lentos, utilizados sob pastejo contínuo ou alternado, se o capim atingir a altura máxima, o produtor deve aumentar a taxa de lotação da área.

Conforme explica Queiroz, manejado pela altura correta para cada capim, o gado vai comer mais (melhor digestibilidade) e receber a forragem que combina maior produção de massa com melhor valor nutritivo. “Nessas condições, a área de pastagem será capaz de atingir a máxima produção de carne (em arrobas por hectare) ao evitar o subpastejo e o superpastejo”, analisa.

Já o PastoCerto, tem como principais funções a comparação entre capins, a apresentação da ficha técnica de cada espécie e a sugestão de qual utilizar de acordo com as características da área a cultivar (clima, solo etc.).

De acordo com Queiroz, aplicativo inclui as forrageiras lançadas pela Embrapa Gado de Corte (BRS Tamani, o estilosantes BRS Bela etc.), cultivares desenvolvidas por outras unidades da empresa (como BRS Capiaçu e BRS Mandobi) e outras de domínio público (Dictyoneura, Basilisk e outras).

“Entre as funcionalidades do app está um questionário de oito perguntas, que, depois de respondidas, trarão uma recomendação de cultivares de Brachiaria e Panicum maximum para a implantação de pastagens”, relata Queiroz.

Essas perguntas investigam a umidade e a fertilidade do solo, a ocorrência de geadas, de seca e o volume das chuvas na região, a incidência de cigarrinhas e de doenças foliares, além de verificar o nível tecnológico empregado na fazenda.

Confira, a seguir, algumas ferramentas à disposição da pecuária

1 – RÉGUA DE PASTAGEM

A régua pode ser feita em casa com cabos de rodo e/ou vassouras reusados (um cabo para cada capim), pintados de vermelho e verde nas alturas indicadas no Comunicado Técnico 135 da Embrapa Gado de Corte – Régua de Manejo de Pastagens: edição revisada, disponível em https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/1077406/regua-de-manejo-de-pastagens-edicao-revisada&gt. Também pode ser comprada em um dos fabricantes licenciados pela Embrapa: Prático de Garça (https://www.cochospratico.com/product-page/r%C3%A9gua-de-manejo-de-pastagem) e Polite (https://www.polite.com.br/regua-para-manejo-de-pastagem-embrapa-inteirica-pr-1195-168429.htm).

2 – PASTOCERTO

Para usar o PastoCerto, desenvolvido pela Embrapa, o produtor precisa ter um celular (Android e iOS) e instalar o aplicativo baixado nos endereços (http://play.google.com/store/apps/details?id=br.embrapa.pastocerto e https://apps.apple.com/br/app/pasto-certo/id1450939735). Se tiver um computador (Windows), o programa é acessado na internet através do endereço: http://www.pastocerto.com.

3 – ARBOPASTO

App gratuito, desenvolvido por meio de parceria entre Embrapa e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), ajuda o produtor a escolher as espécies de árvores nativas da Amazônia Ocidental mais adequadas à cada pastagem. Disponível no GooglePlay, para dispositivos Android (https://play.google.com/store/apps/details?id=br.embrapa.arbopasto&hl=pt-), também pode ser acessado na internet por celulares, tablets, computadores e smart TVs (https://www.embrapa.br/busca-de-solucoes-tecnologicas/-/produto-servico/5428/aplicativo-arbopasto).

4 – PASTEJANDO

Desenvolvido pela Embrapa Clima Temperado em parceria com a empresa Júnior Hut8, esse app realiza atividades de planejamento forrageiro e possui acervo de espécies de forrageiras cadastradas e disponibilizadas para consulta. Disponível no Google Play (https://play.google.com/store/apps/details?id=br.embrapa.pastejando&hl=pt-BR).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code