André Luiz Casagrande

Jornalista especializado em agronegócio


Gestão da Pecuária e sua importância para o setor

20/05/2022

Gestão da Pecuária e sua importância para o setor Entressafra contribui para a recuperação do preço no mercado do boi gordo. (Foto: Agência Brasil)

Aumento dos custos e alterações climáticas reforçam a relevância do conceito de gestão.

O setor produtivo, a cada dia que passa, tem visto aumentar a necessidade de alimentos para atender à crescente demanda da população global. O grande desafio é continuar aumentando a produção e a produtividade com sustentabilidade econômica, social e ambiental.

Nesse cenário desafiador, o Brasil ocupa uma posição de destaque, já que os produtores rurais têm assumido o papel de empreendedores de um modelo produtivo cada vez mais sustentável e eficiente. “Há muito tempo já se tem um entendimento de que as propriedades são como empresas rurais, com necessidades de gestão, tanto dentro quanto fora da porteira”, afirma o presidente do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni.

De acordo com o executivo, quando se lança mão de ações de planejamento, controles, orçamento, relatórios e reuniões com a equipe, não há aprimoramento de todo o processo produtivo tomando decisões sobre fatos e dados e, sobretudo, a garantia da perenidade econômica da propriedade rural e do setor. “Dessa forma, as ferramentas que atendam os procedimentos de gestão são parte fundamental para que o produtor coloque em prática o gerenciamento”, avalia.

Nesse viés ele aponta que desafios como as questões climáticas e o aumento dos custos de produção são alguns dos fatores que fogem do controle dos produtores. Assim, tanto as novas tecnologias quanto as ferramentas de gestão têm se tornado indispensáveis no dia a dia das atividades pecuárias.

“O pecuarista deve estar muito atento a esses fatores, pois há muita variação. Ano passado, por exemplo, o produtor teve uma valorização, porém, ele vinha há tempos tendo um ganho muito pequeno e não conseguia investir nas suas propriedades”, ilustra e faz um contraponto, lembrando que em 2021 houve um aumento da exportação. “Isso gerou um ganho real do produtor que começou a melhorar pastagem, fazer conservação de solo, entre outras melhorias”, acrescenta.

Ele considera o cenário para 2022 muito preocupante, porque o aumento de custo também veio junto com esse lucro. Para auxiliar os produtores nessa retomada, o presidente da Famasul destaca a importância das ferramentas que a instituição disponibiliza aos pecuaristas para melhorar a gestão pecuária e superar as barreiras para o bom desempenho da bovinocultura de corte.

Dentre as ferramentas, ele cita os softwares e aplicativos de gestão, planilhas de orçamentação, planilhas de evolução de rebanho, identificação individual de animais com botons eletrônicos, drones, entre outras.

“Essas tecnologias são repassadas via empresas de consultoria, e nós, do Sistema Famasul, fazemos esse repasse por meio de nossos cursos técnicos e também pelo programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar/MS, que já atendeu 8,2 mil propriedades desde a sua implementação, em 2014, em 14 culturas diferentes”, relata Bertoni. “A meta para 2022 é atender 7 mil propriedades”, prevê.

Com essas ações, o executivo informa que foi possível observar um aumento de produtividade e melhoria nas margens financeiras nas propriedades atendidas, pautados em aplicações de técnicas (reforma de pastagem, manejo de pastagem, controle de pragas) e orientações gerenciais (controle de indicadores e planejamento de ações).

“O ano de 2022 será mais um ano com aumento de custos de produção. Podemos citar os fertilizantes como um grande exemplo, a conjuntura pós-pandemia somada à guerra na Ucrânia, gerou um processo inflacionário muito forte”, pondera alerta o presidente da Famasul. “Diante disso, mais uma vez, a gestão, dentro e fora da porteira, será importante para que os produtores tomem as melhores decisões gerenciais e, assim, garantam as suas margens financeiras.”.

Por fim, Bertoni lembra que a instituição tem um leque de cursos e qualificações profissionais gratuitos. “Basta procurar o Sindicato Rural para mais informações e acessar os sites e redes sociais portalsistemafamasul.com.br e senarms.org.br”, arremata.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.